terça-feira, 16 de julho de 2013

Gallagher barraqueiro

Mayara Abreu Mendes

Briguentos. São esses os artistas que serão tema do nosso especial deste mês. Aqueles músicos que costumam ou costumavam estar envolvidos em polêmicas brigas terão suas histórias contadas e suas brigas detalhadas em três posts. Acompanhe o especial inteiro, afinal, todo mundo adora um quebra-pau.

Liam Gallagher e toda sua marra. (Foto: Divulgação)
Liam Gallagher. Quem nunca ouviu esse nome envolvido em algum babado, não vive neste mundo. Liam poderia facilmente ser chamado de Treta Gallagher (desculpe-me por essa piada) de tanto que gosta de uma briguinha. Ele é tão marrento que uma de suas frases mais famosas diz o seguinte: “Disciplina? Eu não sei o significado dessa palavra”. Pouca marra.

Liam sempre foi o mais mimado dos três irmãos por ser o caçula, mas todos eles eram meio problemáticos devido ao desequilíbrio de seu pai, causado primordialmente pelo álcool. E, na adolescência, ao divórcio de seus pais. Liam foi o que menos sofreu com os surtos do pai, mas disse que foi isso que o incentivou a se tornar um artista (e talvez um brigão, né?!).

Desde sempre os probleminhas comportamentais existem na vida do britânico. Ele foi expulso da escola aos 15 anos e tinha um hábito de roubar bicicletas (!!!!!) em lojas. Com certeza absoluta os problemas com álcool influenciaram e muito esse lado briguento de Liam. Com suas bandas, obviamente não seria diferente.

De críticas feitas a artistas, passando por comparações com Lennon e Elvis, até deixar de se apresentar devido ao nível de álcool no sangue, Liam arrumou muita confusão durante seus anos de Oasis. Proibições em empresas de aviação, prisões por invasão e destruição de locais, porradas em fãs, brigas com paparazzi (“I am a tender, beautiful and loving guy that happens to slap a photographer now and then because they get in my way.”), perda de dentes em brigas de bar, problemas com os membros da banda, abandono de turnê no auge do Oasis (1996 nos EUA: o vocalista decide que não quer fazer tour. Certo), recusa a gravar o Acústico MTV por “problemas de saúde” (e aí o Noel cantou sozinho e ficou sendo zoado por um Liam que estava no camarote)... A lista de confusões é enorme e eu ficaria até amanhã citando tudo que ele fez.

Liam também tem uma vasta lista de críticas bem direcionadas a diversas pessoas do mundo da música. Talvez um de seus maiores alvos seja Robbie Williams, que já foi chamado de idiota gordo e até de gay em entrevistas e premiações. Outros que ouviram críticas do Gallagher mais revoltado foram Kanye West, Jay-Z, Franz Ferdinand, Chris Martin, Blur e Noel Gallagher. Ah, Noel Gallagher. Esse definitivamente merece uma parte dedicada especialmente neste texto.

“Everyone knows that if you've got a brother, you're going to fight”

Isn't it ironic? (Foto: PA)
Tudo começou no momento em que os dois dividiam quarto quando crianças. Todas as brigas se originaram ali. Não bastava eles serem irmãos: ainda tinham que dormir sob o mesmo teto e trancados pela mesma porta. E depois tinham que fazer parte da mesma banda. Problemas eram inevitáveis.

Tudo o que eles tinham de problemas normais entre irmãos se agravaram mesmo nos anos de Oasis. Muita coisa teria sido evitada se Noel não tivesse gostado do que ouviu da banda de seu irmão - um grupo musical que já existia e se tornou o Oasis que a gente conhece com a entrada de Noel. As brigas entre os dois durante gravações, shows, bastidores e entrevistas não são novidade para ninguém e todo mundo sabe que o fim de Oasis se deve exatamente a elas.

Dentre as brigas mais famosas, estão a de 1994, em que Liam trocou as letras das músicas de forma que ofendessem Noel durante a primeira turnê americana deles e, depois, ainda bateu no irmão com um tamborim. Pode-se citar uma briga de bar durante a gravação do álbum (What’s The Story) Morning Glory? e também uma briga em cima do palco em 1996 durante um dos shows mais famosos do Oasis, em Maine Road (vídeo no final do post).

A situação ficou insustentável mesmo em 2009. Noel chegou a dizer em um post no blog da banda que “o nível de intimidação verbal e violenta contra mim, minha família, amigos e camaradas se tornou intolerável”. Muito estava acontecendo: um Liam com problemas de álcool, saúde e comportamento causava em basicamente todos os shows das turnês que a banda fazia, quando não cancelava eventos, como o V Festival.

Dia 28 de agosto foi o ápice dos ápices e Noel resolveu deixar a banda. No backstage de um show em Paris, Liam chegou extremamente bêbado e somente Noel teve coragem de jogar na cara do irmão que ele não estava sendo profissional com a banda. Liam explodiu com Noel e falou coisas terríveis sobre a família do irmão e, depois disso, quebrou uma guitarra em Noel, que ficou revoltadíssimo (o que é muito difícil. Noel da paz, rsrs) e foi embora do show, deixando de ser parte da banda para sempre.

Os dois seguiram caminhos diferentes e ainda continuam sem trocar palavras. Quando comentam um sobre o outro, tudo o que temos é farpa. Um xingando o trabalho do outro (Liam manteve a formação do Oasis sem Noel e seguiu com novo nome, Beady Eye, enquanto Noel seguiu carreira solo), menosprezando atitudes e músicas. Agora, o que temos como realidade é um Liam que diz que é melhor que o Noel e ponto final.


Nenhum comentário:

Postar um comentário